Viver em comunidade está no DNA do ser humano. O jeito de nos relacionarmos sempre foi baseado no crescimento mútuo e na troca de experiências. Dentro dos prédios e casas, essa máxima também se replica. Foi pensando nisso que hoje decidimos abordar um tema essencial na convivência em Condomínio: a gentileza. Afinal, ela cabe em qualquer lugar e abre inúmeras portas. Vamos conferir nossas dicas?

 

1 – Expresse suas ideias de forma gentil e cordial

 

Todo mundo gosta de expressar o que pensa. Ser ouvido(a) é essencial dentro de uma comunidade. Afinal, ela se construiu através de inúmeras ideias grupais combinadas e aperfeiçoadas. Porém, para manter uma boa convivência em Condomínio, também é necessário ter cuidado na hora de falar. Uma ideia é muito melhor articulada e recebida se for expressada de forma cordial e gentil. 

Pense com a gente: quanto melhor for a convivência em Condomínio, maior será o crescimento e os resultados coletivos, certo? Então, apostar na gentileza faz bem para todo mundo. Vamos entrar nessa junto com a gente?

 

2 – A sua liberdade vai até o espaço do(a) outro(a)

 

O conceito de liberdade sempre foi muito discutido entre filósofos(as). Alguns(as) até defendem que ela não existe de verdade, já que nossas ações sempre terão reações que nos prendem ou nos moldam em sociedade. 

Porém, aqui na Auxiliadora Predial, gostamos de pensar que a liberdade existe, mas que também possui seus limites. Para uma boa convivência em Condomínio, essa liberdade vai até onde começa o espaço do(a) outro(a). Isso significa que devemos entender que vivemos num lugar compartilhado e que que todos(as) têm os mesmos direitos de uso às áreas comuns, a atenção do(a) Síndico(a), e assim vai. Na prática, isso quer dizer que o respeito e a gentileza devem estar sempre acima de tudo. Seria legal Morar num ambiente como esse, você não acha?

 

3 – Regras são boas para todos(as)

 

Assim como falamos de liberdade, também devemos falar sobre o outro lado da moeda: as regras de convivência em Condomínio. Todos(as) nós somos diferentes, por isso, nosso modo de vida muda bastante de uma pessoa a outra. É nesse sentido que as regras são tão valiosas. 

Com princípios que regem o ambiente, é mais fácil controlar as variáveis de diferença entre os(as) Condôminos(as). A ideia é encontrar um meio termo razoável, para conviver de forma sensata e amena com todos(as). Também parece bem legal, não é?

 

4 –  A hora do silêncio

 

Por fim, não poderíamos deixar de citar a Lei do Silêncio para a boa convivência em Condomínio. Aqui na Auxiliadora, também consideramos gentileza entender o dia a dia do(a) vizinho(a). O horário de diminuir o volume existe para preservar um ambiente saudável e respeitoso, entendendo que cada pessoa tem uma rotina que precisa cumprir. 

Por isso, antes de desrespeitar o horário do silêncio, se coloque no lugar do(a) próximo(a). Pode ser que você conheça uma nova e transformadora perspectiva. 

 

Gostou do conteúdo? Tem muito mais em nosso blog

 

Esperamos que você tenha gostado do nosso texto de hoje. Também pode seguir pesquisando em nossas redes sociais e blog. Vem conferir: