Consórcio Imobiliário: veja como funciona esta modalidade

pexels-photo-1573822-2-1
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Consórcio: uma palavra que muitos já ouviram, mas poucos sabem o que é e como funciona. A modalidade já foi muito utilizada para adquirir bens — imóveis, carros, motos e afins. Atualmente, não é mais tão comum, mas não deixa de ser uma boa solução para quem deseja realizar o sonho da casa própria e precisa de uma mãozinha.
Quer saber o que é o consórcio imobiliário? A Auxiliadora Predial explica para você como funciona!

Afinal, o que é um consórcio?


Os consórcios funcionam como uma modalidade de compra coletiva na qual um grupo de pessoas se compromete a pagar uma parcela mensal, por um tempo determinado. Esse dinheiro é guardado num fundo comum e, todo mês, alguns integrantes do grupo são escolhidos (por sorteio e lance) para receber o valor do crédito e adquirir seu imóvel!

Com o consórcio imobiliário, é possível:

  • Comprar imóveis residenciais ou comerciais, novos, usados ou até mesmo na planta; terrenos; casas na praia ou no campo;
  • Adquirir a sede do seu próprio negócio;
  • Realizar construções ou reformas;
  • Quitar um financiamento imobiliário.

 

Quem pode fazer um consórcio?


Qualquer pessoa maior de 18 anos pode fazer um consórcio. Como qualquer outro compromisso financeiro, o contratante deve levar em conta a sua renda e a compatibilidade com os valores de crédito e o que será desembolsado mensalmente.

O que compõe uma parcela do consórcio?

Uma das maiores vantagens do consórcio é que você não paga juros. O dinheiro investido é destinado aos seguintes fins:
Fundo Comum: é o valor reunido para a compra do bem. É desse fundo que a instituição financeira escolhida retira o crédito que será destinado aos contemplados. Havendo saldo no encerramento do grupo, ele é devolvido aos consorciados ativos e excluídos.
Fundo de Reserva: esse fundo é essencial para manter a saúde financeira do grupo. O valor é destinado a uma reserva para casos de imprevistos, como cobrir uma eventual falta de dinheiro no Fundo Comum. Havendo saldo no encerramento do grupo, o valor é devolvido aos consorciados ativos.
Taxa de Administração: é o valor que a instituição financeira cobra para administrar seu consórcio. A Taxa de Administração é diferente dos juros cobrados em outras modalidades, sendo geralmente mais baixa.
Seguros: cada instituição financeira pode oferecer e cobrar diferentes tipos de seguros. Cabe a você se informar da existência deles em caso de interesse na contratação do serviço!

O que acontece quando você é contemplado

Após ser contemplado, a instituição financeira fará uma análise de crédito e garantia em seu nome. Caso você tenha alguma restrição no CPF ou dívida ativa, é preciso quitá-la antes! Se estiver tudo certo, o valor é liberado para você adquirir o bem desejado.

E aí, conseguimos tirar as suas dúvidas? Se tiver uma pergunta sobre os consórcios e o funcionamento deles, basta deixá-la aqui nos comentários ou entrar em contato conosco. A Auxiliadora Predial está sempre disponível para ajudar você a encontrar as melhores soluções imobiliárias!

5/5 - (4 votes)

Compartilhe

Share on email
Envie por E-mail
Share on whatsapp
Envie por Whatsapp
Share on facebook
Envie por Facebook
Share on linkedin
Envie por Linkedin